Nem todo bot é do mal: conheça o EmojiMashupBot

Nem todo bot é do mal: conheça o EmojiMashupBot

O EmojiMashupBot foi criado por Louan Bengmah, um estudante francês que queria um projeto para aprimorar sus habilidades de programador. Com o inesperado sucesso do seu projeto, o EmojiMashupBot alcançou dezenas de milhares de seguidores no twitter, o robô caiu nas graças dos usuários do twitter criando e publicando de hora em hora misturas de emojis em seu perfil. Sucesso Louan acredita que o sucesso do bot é devido ao seu conteúdo lúdico que atrai as pessoas e a escolha do lançamento, que foi próximo do dia internacional do emoji e por isso ele conseguiu aproveitar a visibilidade do tema e da hashtag para mostrar o perfil para o maior número de pessoas. Mas quem não iria curtir? A ideia é desmontar um conjunto de emojis previamente escolhidos por Bengmah, sortear uma dupla e montar e com as pecinhas desmontadas um novo emoji usando os olhos e boca do primeiro com a base (carinha) do segundo. É a cara do meta conteúdo de internet que todos gostam, que remixa e bagunça com auto referências e cria algo novo usando sua própria linguagem, quase um gerador automático de memes. Enquanto alguns não causam grande furor, outros fazem o maior sucesso como “kissing-blushing + angry” emoji (com mais de 11.800 likes), “poo + nauseated” (15.900 likes), e “clown + crazy” (26.300 likes) e cada dia mais curtidas vão chegando. 😚 kissing-blushing + 😠 angry = pic.twitter.com/5MoRKnkkfc — Emoji Mashup Bot (@EmojiMashupBot) July 25, 2019 💩 poo + 🤢 nauseated = pic.twitter.com/UoPnlehKfi — Emoji Mashup Bot (@EmojiMashupBot) July 27, 2019 🤡 clown + 🤪 crazy = pic.twitter.com/qmDxjlnQ5v — Emoji Mashup Bot (@EmojiMashupBot)...
Realidade aumentada faz da parede de escalada um jogo

Realidade aumentada faz da parede de escalada um jogo

A parede de escalada é um dos treinos indoor mais interessantes que também pode se tornar um dos mais repetitivos, já que você está subindo sempre a mesma parede, com os mesmos desafios, dia após dia. Mas com a ajuda da tecnologia e bastante criatividade dá pra incrementar a experiência de quem pratica a escalada indoor e transformá-la em um jogo dinâmico e bastante desafiador. Com projetor, câmera, computador e código Jon Cheng, da startup Randori, criou um jogo que projeta pontos numerados na parede de escalada e os jogador precisa subir o mais rápido possível tocando cada ponto na ordem certa. O jogo Time Trial criado pela Randori acontece duas vezes por mês na academia Brooklyn Boulders Somerville e é uma forma incrível de como podemos usar a tecnologia para criar novas experiências, inclusive no mundo real, e gerar um fator de destaque no mercado. O mais legal é que para quem pratica não exige nenhum acessório diferente do habitual equipamento de escalada. Mas a diferença de escalar uma parede normal e escalar a parede contra um relógio gigante e recebendo estímulos sonoros a cada ponto conquistado é notável e acrescenta uma adrenalina extra na subida. Assista ao vídeo Realidade Aumentada em Parece de Escalada A tecnologia colocada a serviço da experiência humana é uma das maneiras de inovar o seu serviço ou produto e está ao alcance de todas as empresas, inclusive a sua. Via Gizmodo.com. Conheça o trabalho de Jon Cheng e da Randori no site ou na...