Um bom bate-papo no blog Muitos Pra Muitos

Um bom bate-papo no blog Muitos Pra Muitos

A convite da Lerrine Cruz bati um bom papo lá no blog Muitos Pra Muitos, onde conversamos sobre o mercado da comunicação digital, minha história profissional e os planos para daqui pra frente.

Na entrevista falei essa e outras coisas sobre o que penso:

A propaganda é alma do negócio? Bem, só é verdade se o seu negócio for uma agência de propaganda. Fora isso, nem sempre propagar vai ser a salvação do seu negócio. Principalmente hoje que a palavra de ordem é relacionamento. Cada negócio tem a sua essência. É o bom e velho cada um cada um, cada outro cada outro. Temos uma infinidade de soluções diferentes para cada problema. E é exatamente por isso que o nosso trabalho é tão gostoso e variado, a cada cliente abre-se um novo mundo de possibilidades de trabalho.

Editado: como o blog foi descontinuado e seu conteúdo não está mais no ar, resolvi colocar a entrevista na íntegra aqui.

Clique aqui para saber mais

Olá Julio! Obrigada pela entrevista!

Seguem abaixo as perguntas. Se puder me envie junto com as respostas uma foto sua, ou prints para ilustrar o post, tudo bem? Bom, vamos lá:

01. Antes de qualquer coisa obrigada por ceder esta entrevista para os nossos leitores, é com bate papos assim que mostramos ao mercado o nosso conhecimento e atraímos os semelhantes. Agora você, como profissional, vive uma nova fase, conte-nos um pouco sobre sua nova agência, a acredite.co.

Lerrine, eu que agradeço o convite, trocar ideia e experiência com profissionais alinhados com o nosso jeito de pensar sempre foi uma das coisas mais bacanas desse nosso mercado, e bater papo é sempre muito bom!

Bem, como alguns devem saber, trabalho com comunicação desde o meio dos anos 90, quando troquei a informática do segundo grau pelas humanas da comunicação social na UNITAU. Desde então passei por algumas agências do vale até me tornar sócio da Atributo em Taubaté. E lá foram 10 anos desenvolvendo meu gosto pelo digital até não caber mais na proposta da empresa e precisar de seu próprio espaço para seguir seu desenvolvimento. Foi aí que nasceu a acredite.co, uma empresa que vai usar toda essa experiência adquirida para ajudar profissionais, marcas e consumidores a conversar, usando a tecnologia e a internet mas sem colocá-los em primeiro lugar. Por isso falamos que antes do hardware e do software vem o peopleware. 

02. Empreender acarreta várias responsabilidades que muitas vezes não são vistas (e nem tem necessidade de serem expostas) para o público, porém cheias de aprendizados e desafios. Você teve alguma experiência que te trouxe aprendizados e que possa ser dividida conosco? Qual\Quais?

Empreender é trabalhar 24/7,  é se envolver com questões chatas como impostos, taxas, milhões de tabelas do excel, e o nosso governo (que dá com uma mão e toma com duas). E Prepare-se para passar noites sem dormir, ou trabalhando para preparar uma proposta ou uma apresentação, ou imaginando e colocando em prática coisas que vão fazer seu negócio brilhar para o seu público. Diferente de ser funcionário, seu turno não acaba as18h (ou 22h como muita gente anda glamourizando). Empreendedor é empreendedor dia e noite, durante a semana ou no fim de semana, feriado ou doente.

Se tem uma coisa (ou várias) que aprendi nestes quase 20 anos de mercado é que alguns chavões ou ditados NÃO podem pautar seu trabalho:

Em casa de ferreiro o espeto é de pau: NUNCA deixe de trabalhar sua marca ou ideia, ela vem sempre em primeiro lugar. E se você trabalha vendendo comunicação, seja ela digital, tradicional, ou qualquer outra natureza, o cuidado que você tem com sua marca já funciona com um grande vendedor. Seu primeiro e principal cliente é você mesmo. Não deixe para depois. Um bom site, uma boa apresentação, um cartão de visitas ousado, decorar e saber na ponta da língua o que pode fazer pelo cliente vendem mais do que você imagina. A acredite.co mesmo com o site fechado com o teaser e a data de lançamento, só com o facebook com um conteúdo bem, digamos, despistador, já atraiu interessados em fazer comunicação com a gente.

O ótimo é o diabo do bom: com isso querem dizer que o perfeccionismo mata sua produtividade. Em partes. Não deixe de fazer algo por não estar divinamente perfeito, mas busque a cada interação, a cada trabalho, se aproximar do ideal. É um processo de crescimento que o ditado parece contradizer com “relaxa, nunca vai ficar bom então nem se esforce”.  Não é isso. Pra chegar no ótimo TEM que fazer o bom. Ninguém vira master chef sem fazer o arroz e feijão com ovo frito!

O cliente sempre tem razão: tsc, tsc, tsc, não é bem por aí, ele sempre tem razão, EXCETO quando está errado. O que o cliente tem é muito mais conhecimento sobre o próprio negócio que você. E isso é lei. Mas ele está consultando você, e o seu conhecimento específico, para ajudá-lo a resolver alguma coisa e cabe a você, sim, mostrar a ele quando vai cometer um erro perigoso para o seu próprio negócio.

A propaganda é alma do negócio: bem, só é verdade se o seu negócio for uma agência de propaganda. Fora isso, nem sempre propagar vai ser a salvação do seu negócio. Principalmente hoje que a palavra de ordem é relacionamento. Cada negócio tem a sua essência. É o bom e velho cada um cada um, cada outro cada outro. Temos uma infinidade de soluções diferentes para cada problema. E é exatamente por isso que o nosso trabalho é tão gostoso e variado, a cada cliente abre-se um novo mundo de possibilidades de trabalho.

03. Se você pudesse fazer um roteiro com 5 dicas de marketing digital para os novos profissionais e profissionais que buscam uma reciclagem da área web, o que proporia?

1) Alinhe suas redes sociais. Se você tem uma marca com identidade visual, ótimo, use-a! Se não, crie um padrão e o repita em cada rede. Seja reconhecido onde quer que acessem.

2) Seus perfis sociais não são mais pessoais, são currículos ou portifólios em potencial e você é um profissional que está se mostrando em todo lugar. E todo lugar é uma oportunidade de fechar um negócio ou ser contratado. Esqueça que só o linkedin é profissional. Tudo é profissional. Exceto, talvez, o Tinder (com ênfase no “talvez”).

3) Produza conteúdo sobre sua área de atuação. Mostre seu conhecimento e suas opiniões. E as vezes seja um pouco polêmico. Mas na medida certa.

4) Esteja sempre atualizado com as mais novas tecnologias mas não se prenda a elas. Tudo muda muito rápido, o que não muda é que na outra ponta do cabo de rede ou sinal de wi-fi tem uma pessoa. E elas não mudaram muito nos últimos 10 mil anos, só fazem mais coisas ao mesmo tempo e não são tão bobas como antigamente. Elas vão te desafiar muito mais do que nos anos 80/90 e terão um canal de acesso muito direto para te dizer o que acham.

5) Network é tudo, ou live together, die alone: muito dita em Lost, significava que os personagens precisavam viver e lutar juntos, um ajudando ao outro, para sobreviverem. E quem ficasse sozinho ia morrer. No mercado é assim também, não ache que sozinho vai mudar o mundo, passando por cima de tudo e de todos. Compartilhe experiências, faça parcerias, lembre-se de se relacionar bem. Podemos ser concorrentes, mas nunca inimigos. E assim todos ganham. Todos crescem.

04. Quais são os planos da acredite.co para 2015\2016? (em caso de parceria, divulgue o que precisará…quem sabe possamos te ajudar com algo)

2015 é um ano difícil, bem mais difícil para quem não quiser trabalhar muito. O plano da acredite.co é se estabelecer no mercado, atuando solo ou em colaborações com agências, desenvolvedores, profissionais liberais e o quem mais quiser trabalhar para criar coisas incríveis. E reafirmo que a acredite.co vai contribuir muito mais e colaborar muito mais com o mercado do que eu jamais fiz. Compartilhando é que multiplicamos as possibilidades.

05. Julio, mais uma vez obrigada pela entrevista, parabéns pela atitude de empreender no mercado digital e aproveito pra dizer que no que precisar, conte com o Muitos Pra Muitos. Deixo o espaço aberto para finalizar com o que desejar.

Lerrine, eu que quero agradecer e muito o espaço dado pelo Muito Pra Muitos, pra falar dessa nova experiência de resolver empreender e começar de novo num dos anos mais complicados dos últimos tempos. Mas realmente acredito que em tempos difíceis é que precisamos trabalhar ainda mais e quanto mais difícil, maior a recompensa. E olha, já estamos em maio, chegando ao meio do ano e ainda estamos aqui, então se for o ano inteiro assim já está ótimo! É daqui pra cima, o pior já passou, né, IPVA, IPTU, seguro e todos esses custos altos de início de ano que a gente tem que enfrentar para ser empresário ou viver no Brasil. Vamos que temos ainda muito mais o que fazer, novos negócios pra fechar, novas ideias para tirar do papel e novas conversas maravilhosas entre marcas e consumidores para fomentar. E que venham os próximos 10, 20, 30 anos. E sucesso para todo mundo!

Lerrine Cruz MuitosPraMuitos.com.br

O blog Muitos Pra Muitos

Muitos pra Muitos é um blog com informações sobre o mercado digital, inovações, mídias sociais, comportamento, cultura web, empreendedorismo digital, cases, dicas de tecnologia, reflexões sobre a área e o impacto de tudo isso em nossas vidas.


É muito bom trocar ideias e informações com profissionais que compartilham com você a mesma visão do mercado e da relação entre agências, clientes e consumidores. Visite a postagem no blog: Bate-papo com Julio França no blog Muitos Pra Muitos

Enviar Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *